Minas On-line
Ir para o menu| Ir para Conteúdo| Acessibilidade Alternar Contraste | Maior Constraste| Menor Contraste

Secretaria de Estado de Turismo de Minas Gerais - SETUR

rural.jpg Dúvidas Frequentes Links Mapa do Site Fale Conosco Ajuda Secretaria de Turismo do Estado de Minas Gerais

Quais são os principais segmentos turísticos de Minas Gerais?

PDFImprimirE-mail


Turismo de Negócios

O turismo de negócios é uma das vocações de Minas Gerais. O Estado tem sido sede, nos últimos anos, de eventos de grande porte, tanto nacionais quanto internacionais, como a Reunião Anual do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), em 2006, e a Reunião da Cúpula do Mercosul, em 2004.

Belo Horizonte vem se destacando cada vez mais no cenário nacional com a atração de feiras, congressos e reuniões de diversas áreas na cidade. A capital conta com 45 locais para a realização de eventos entre centros de feiras e convenções, teatros, galerias, galpões, etc. A rede hoteleira possui cerca de 14 mil leitos, com uma das menores tarifas do país. Além de toda a infra-estrutura da capital, o Estado conta com muitas cidades de médio porte preparadas para receberem todo tipo de eventos. Municípios como Juiz de Fora – que agora conta com um Centro de Feiras e Exposições para grandes eventos – Uberaba, Uberlândia, e Araxá oferecem condições de sediar reuniões, encontros e assembléias, com a estrutura necessária e a típica hospitalidade dos mineiros.

 Por ser um dos maiores centros industriais da América Latina, Belo Horizonte recebe, anualmente, milhares de pessoas que viajam a trabalho e aproveitam para usufruir de suas alternativas de lazer. Não é à toa que o ‘turismo de negócios’ é responsável por 60% das pessoas que visitam a cidade. Conhecida pelo seu potencial, através do importante parque produtivo, a capital de Minas Gerais se destaca na indústria automobilística e de autopeças, siderurgia, saúde, eletrônica e construção civil, o que atrai empresários, executivos e profissionais liberais brasileiros, italianos, franceses, japoneses, espanhóis, alemães, chineses e norte-americanos, que viajam até a cidade a trabalho.


Turismo Rural

O Turismo Rural no Estado de Minas Gerais chegou ao seu apogeu nos últimos anos e o Estado é hoje um dos maiores detentores de propriedades rurais e empreendimentos voltados para a exploração dessa atividade em todo o país. O Turismo Rural firma-se cada vez mais como uma mola propulsora da economia, aliando tradição e inovação.

Ecoturismo

O ecoturismo e os esportes de aventura estão em plena expansão no país. A potencialidade de Minas é grande, com opções variadas nos diversos Circuitos Turísticos. A prática das muitas modalidades esportivas cresce nos períodos de férias, nos feriados e fins de semana. Mas não custa nada se prevenir ao passear em uma cachoeira, montanha, matas e rios.

Com vasta oferta de montanhas, rios, cachoeiras e lagos, cavernas e grutas Minas tem no ecoturismo um dos segmentos com maior possibilidade de crescimento. Porém, a observação de boas práticas e um pouco de cautela garantem boas experiências, sobretudo nos aspectos direitos e deveres, segurança e saúde.

Turismo de Aventura

Aqui estão 12 dos mais elevados pontos dentre os 35 existentes no Brasil, distribuídos estrategicamente nas divisas com os maiores pólos emissores de turistas. Eles têm altitudes que vão de 2,3 mil a 2,9 mil metros, com temperaturas médias que variam entre 0ºC e 33ºC.

Os picos oferecem paisagens atraentes e abundância de exemplares da flora e fauna. Além disso, há paredões que desafiam os alpinistas. No Estado, também são muitas as rampas para esportes como paraglider e asa-delta.

Pelo ar o turista mais “radical” ainda pode se aventurar praticando as modalidades de parapente, balonismo e asa-delta.

Os segredos subterrâneos estão espalhados por mais de 2 mil das 3 mil grutas e cavernas existentes no Brasil. Elas são um desafio ao imaginário humano, despertando a curiosidade de pesquisadores, cientistas e estudantes, além de visitantes e turistas.

Minas tem mais de 8 (oito) mil quilômetros de orla de lagos naturais e artificiais, abastecidos por 14 bacias hidrográficas, onde se pode praticar esportes náuticos.


Turismo Histórico-Cultural

Nossas antigas vilas do ouro, hoje conhecidas como Cidades Históricas, possuem um extraordinário acervo que pode ser contemplado e ou pesquisado através de visitas aos museus, às capelas e igrejas erguidas pelas irmandades leigas e Ordens Terceiras, e também através de um bom passeio a pé pelas ruas de uma cidade histórica, quando se pode apreciar todo o casario colonial.
 
Festivais de música, dança, teatro e outras modalidades são constantemente organizados em todo o Estado, divulgando a cultura mineira e promovendo novas produções e novos talentos. Minas se revela um interessante centro cultural através de uma diversificada produção artística. Grupos de expressão com premiação em festivais internacionais proporcionam uma efervescência nas artes cênicas e colocam o estado numa posição privilegiada na produção de espetáculos.



Turismo Gastronômico

A culinária de Minas é considerada genuinamente brasileira devido às influências indígenas, negras e européias que estão presentes em vários pratos criados a partir dos ingredientes "de quintal" tais como carnes de frango, de porco, os queijos, o milho, as raízes, ervas e verduras da região. O feijão tropeiro, o frango com quiabo e angu, a carne com ora-pronóbis e a própria feijoada são alguns dos deliciosos pratos típicos de Minas. Compõe o cardápio mineiro as inúmeras quitandas, feitas no fogão a lenha: broas, biscoitos, bolos e o legítimo pão de queijo mineiro, que já conquistou o paladar de brasileiros e estrangeiros. Produtos de excelência reconhecida como queijos famosos (Canastra e do Serro) e as melhores cachaças do Brasil surpreendem quem vem a Minas.
Eventos gastronômicos são encontrados em todo o estado durante todo o ano. Como exemplo:

COMIDA DI BUTECO - Belo Horizonte
Concurso que premia os melhores botecos de Belo Horizonte. Os itens avaliados são: tira-gosto, atendimento, a higiene e a temperatura da bebida (cerveja e refrigerante). Os vencedores recebem votos do público durante os 31 dias de concurso e de um corpo de jurados. Em maio acontece "A Saideira", festa de encerramento que reúne todos os bares em quatro dias de festa com atrações culturais, sendo possível experimentar os pratos concorrentes e dos convidados especiais.
 
FESTA DO QUEIJO - Serro
O Queijo do Serro foi tombado pelo Instituto Estadual do Patrimônio Histórico e Artístico de Minas Gerais - IEPHA, como primeiro bem imaterial do Estado, com o objetivo de resgatar e preservar o processo de sua fabricação. Produzido artesanalmente desde o século XVIII, sua tradicional receita foi trazida por portugueses.


 FESTIVAL INTERNACIONAL DE CULTURA E GASTRONOMIA -Tiradentes                       
O festival apresenta gastronomia nacional e internacional, com participação de chefs nomeados. Pratos sofisticados e requintados fazem parte dos cardápios de quase todos os restaurantes da cidade.

EXPOCACHAÇA - FEIRA FESTIVAL INTERNACIONAL DA CACHAÇA -Belo Horizonte
Considerado o maior evento do agronegócio da cachaça e a melhor vitrine nacional e internacional da “Bebida Nacional do Brasil”.
SETUR|
Rodovia Papa João Paulo II, 4.001  – Prédio Gerais,11º Andar - Bairro Serra Verde,CEP: 31.630-901 - BH, MG -
Telefones de contato
Todos os direitos reservados - Aspectos legais e responsabilidades